sábado, 28 de junho de 2008

Rastros Virtuais Eternos

Vocês já pararam pra pensar o que aconteceria com seu perfil no orkut, bloguer, myspace, fotolog, ou mesmo com as dezenas de cadastros em sites se você de repente morresse?

A resposta é simples e desconcertante: Ao menos que você tenha uma pessoa de confiança que possua todas as suas senhas, e saiba todos os sites que você um dia se cadastrou, não acontecerá simplesmente NADA.
Seus perfis e cadastros ficarão circulando na rede até sabe-se lá quando, Aquele seu “Eu” digital permanecerá eterno, vagando na web.

Mas seria isso bom ou ruim?

Comunidades no Orkut como a P.G.M (Profiles de gente morta) que reúne centenas de pessoas, se dispõe a discutir o assunto, e também a caçar os profiles dos “novos defuntos” para satisfazer prazer mórbido de desvendar a vida daquelas pessoas que por algum motivo partiram.

O passatempo sombrio não se limita a somente caçar os perfis das pessoas que passaram pro lado de lá, através deles os membros tentam desvendar a que ponto estava a vida da pessoa, descobrem muitas vezes seus gostos, desejos, e ambições. O que certamente os deve levar a algum tipo de reflexão sobre o quão frágil pode ser a vida.

O comportamento não é novo, desde sempre existiram pessoas que aguardavam ansiosas pra ler no jornal as notinhas de falecimento. A internet só facilitou, expôs e amplificou tudo, como fez com diversos outros comportamentos humanos que permaneciam semi-ocultos até então.

Desrespeito ou não, os “rastros” continuam lá, alguns familiares e amigos até gostam de fazer do Orkut do falecido uma espécie de memorial virtual ao ente querido, e acreditam que de alguma forma aquilo pode consolá-los. Em contrapartida outros se aterrorizam com o fato de que ficarão eternizados na rede, como se nunca de fato pudessem descansar em paz.

Polêmicas e controvérsias a parte o fato é que a internet mudou e continua mudando o jeito como as pessoas se relacionam e esse é só mais um exemplo disso. Com suas caras belas feias e a internet continuará existindo e evoluindo gradativamente. Não tem como lutar contra o avanço da tecnologia, e é quase impossível fugir dele hoje em dia, mas fazer parte disso pode ter um preço.

O quanto te incomoda saber que se você morresse hoje seu profile do orkut poderia parar na P.G.M, e seus rastros virtuais provavelmente ficariam vagando para sempre?

4 comentários:

Frangolino disse...

interessante o post

Pablo Abreu disse...

se nós morremos nossos textos vão continuar aqui por algum tempo hein!!

Pablo Abreu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pablo Abreu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.